Meu Querido Guerreiro - Julie Garwood

 domingo, 11 de dezembro de 2011

Título original: Gentle warrior
Editora: Landscape - 2007
295 pg.
Romance Histórico

Sinopse:

Na Inglaterra feudal, Elizabeth Montwright escapa por um triz da chacina que destruiu sua família e a exilou de seu castelo ancestral. Decidida a vingar-se, ela passa outra vez pelos portões da fortaleza, disfarçada de camponesa, para pedir ajuda a Geofrey Berkley, o poderoso lorde que expulsou os assassinos de sua família.

O corajoso guerreiro ouviu as súplicas da jovem, resistiu a suas exigências e jurou seduzir sua bela súdita. Contudo, ao lutar contra as carícias desse guerreiro, o coração de Elizabeth inflamou-se de amor pelo galante homem que logo se tornaria o defensor de sua causa... e lhe conquistaria seu indomável coração!

                                                                                  ***

Mais uma estória da Julie Garwood que tive o prazer de ler. Claro, li apenas seus romances históricos que são os meus favoritos. E gostei mais de alguns que de outros. Mas  no geral, todos têm estórias muito boas. 

Meu Querido Guerreiro é baseado na busca de, Elizabeth em vingar a sua família que, foi cruelmente assassinada, por um grupo de guerreiros mercenários que invadiram seu castelo. E, somente, Elizabeth e o irmão, caçula, conseguiram escapar ao massacre.

Obrigada a se refugiar na floresta, ela, procura uma forma de reaver seu lar e conseguir punir os culpados de tal atrocidade e, é aí que entra nosso herói na estória.

Geofrey é o suserano das terras em que  a família dela vivia, e portanto, o responsável pelo segurança do feudo, e ao tomar conhecimento do fato, imediatamente parte para reaver o castelo e, é claro, consegue. Contudo ao bater  os olhos em Elizabeth, ele, se encanta com sua beleza e  coragem. Assim,  resolve desposá-la. E, sem outra alternativa, Elizabeth aceita desposá-lo apenas, para conseguir um forte aliado, na busca dos seus inimigos.

À partir daqui, haverá muitos choques entre o casal, pois o Geofrey é disciplinado, rígido e não aceita ser questionado por ninguém, e muito menos por uma mulher, pois acha que elas devem ser vistas mais não ouvidas e que a função delas é dar prazer ao marido. E as  demostrações de carinho não são admitidas em público. 

Já dá para imaginar qual vai ser a reação de Elizabeth, sobre as normas do Geofrey, nê! Desobedecê-las é claro! Com isso haverá muitas brigas, pois ela está determinada a mudar seu ponto de vista, em relação as mulheres, e ele cada vez mais determinado a lhe ensinar que, as mulheres devem ser submissas. Quem saíra vencedor desta contenda? Só lendo para saber...

Concluindo: O livro é bom,  mas achei o Geofrey, apesar da aparência rígida e sua ideias arcaicas sobre as mulheres, um fofo. Seu único defeito, era não dividir informações com a esposa, levando-a à tirar conclusões erronêas e a cometer uma série de besteiras, por falta de confiança no marido.

Vale a pena conferir!!!

Postar um comentário

Blogs que leio e recomendo

Total de visualizações de página

Números

PageRank

Estou em:

  © A MAGIA DOS ROMANCES