Esplendor da honra - Julie Garwood

 quarta-feira, 13 de abril de 2011

Título Original: Honor's Splendour
Julie Garwood.
Histórico Medieval
Ed. Landscape - 2009
Pg. 415.

O barão Duncan a capturou por vingança... mas seus encantos fizeram com que ele se apaixonasse.

Inglaterra, 1099
Na corte inglesa medieval, a amável lady Madelyne sofre com os cruéis caprichos de seu perverso irmão, o barão Louddon. Depois, para se vingar de um crime revoltante, o barão Duncan de Wexton, o lobo, ataca as terras de Louddon com seus guerreiros. A formosa Madelyne foi o prêmio que ele capturou... porém, ao contemplar a orgulhosa e bela dama, ele jura arriscar sua vida para protegê-la. Apesar de seu tosco castelo, Duncan demonstra ser um gentil cavaleiro. Mas quando, afinal, a nobre paixão domina a ambos, Madelyne se entrega com toda a alma. Agora, por amor, Madelyne enfrenará qualquer coisa... tão corajosamente quanto seu senhor, o poderoso e combativo Lobo.

Comprei este livro sem ter nenhuma informação a respeito da estória, mas como estava em promoção, não perdi tempo e mandei brasa. Porém, foi uma grata surpresa, pois adorei a estória, que é medieval, e ,bem parecida com os romances da banca, os quais adoro. 

A trama é envolvente, os personagens são  bem trabalhados e os diálogos divertidos. 

Duncan, o Barão de Wexton busca vingar-se, de Louddon, por  atrocidades cometidas, contra sua família. Capturando sua irmã Madelyne e destruindo seu castelo. Porém, ao conhecê-la, sabe que não poderá jamais deixá-la partir, pois Madelyne com sua inocência, sua honestidade e seu jeito afável, de ser, o conquistaram de pronto. Agora, ele terá que mudar seus planos de vingança, e, encontrar uma forma de proteger aquela doce mulher de seu próprio irmão, um homem sem caráter e sem honra. 

A parte divertida, fica por conta de Madelyne, que tem medo até de sua sombra, pois sofreu horrores nas mãos de seu irmão quando criança e aprendeu cedo a reprimir seus sentimentos e ocultar-se nas sombras. Entretanto, julga-se, dona de um temperamento tranquilo e afável, e quando é capturada por Duncan, de início, fica temerosa e desconfiada, mas ao perceber que ele não é igual a seu irmão e que não tem nada a temer, começa a colocar as asinhas de fora, e, revelar seu verdadeiro jeito de ser, ou seja uma mulher alegre e carinhosa, mas também um tanto desajeitada,  vive dando cotoveladas e cabeçadas no pobre Duncan, e, pior, nem percebe o que faz. Além disso, sempre diz que, quando criança era desajeita. kkkk. O engraçado é que ninguém tem coragem de dizer que ela continua desajeitada. Mas todos procuram protegê-la, para que não se machuque. Também é engraçada a forma como ela, vive passando sermão nele, dizendo que ele não deve julgar as coisas sem saber, mas ela vive fazendo isso, e quando confrontada, alega que ele está tentando provocá-la... hahahaha morri de rir com a Madelyne. Taí um personagem feminino, que me cativou.

Quanto ao Duncan, é um homem, sério responsável, honrado e um pouco rígido em suas ideias, mas ela consegue transformá-lo em  um homem, gentil, amoroso e muito, muito paciente...

Ah! Eu adorei o livro é muito bom, e poderia falar muito mais sobre ele, mas não quero estragar a estória contando os fatos mais marcantes. Assim, vou encerrar dizendo que valeu a pena lê-lo, foi uma leitura divertida e agradável  e,  pior... eu gostei da mocinha! Normalmente não gosto delas, pois sempre ficam com os heróis TDB, eu sempre quero eles para mim kkkk.

Postar um comentário

Blogs que leio e recomendo

Total de visualizações de página

Números

PageRank

Estou em:

  © A MAGIA DOS ROMANCES