Em Nome do Desejo - Gayle Wilson - CH 57

 quarta-feira, 23 de março de 2011

 Maratona de Banca, 2011

Março - " Nem tudo é perfeito"

Uma noite de glória!

 Ingenuamente provocante, Emily Harland desconhecia o poder de sua beleza. Mas ao primeiro olhar, Dominic percebeu o perigo do nascente desejo entre eles. Essa sedutora mulher poderia afastar o manto de desespero que o mantinha escondido, em segurança, e condenar a ambos ao inevitável sofrimento...

Filha de um soldado, Emily julgara conhecer as violentas forças que dominavam os homens em nome  do dever. Até encontrar Dominic Maitland, duque de Avon, um ser humano com um passado trágico e futuro vazio. Um homem que só poderia lhe conceder uma noite de paixão em seus braços ávidos por envolvê-la!

Olá, estava com este livro, parado aqui em casa, esperando um oportunidade para lê-lo e  como sempre eu acabava passando outros na frente. Àh, se eu soubesse, o que estava perdendo, teria lido bem antes. A estótria é linda demais! Fiquei encantada, e com certeza, ele vai para os meus favoritos.

Como nem tudo é perfeito, o mocinho nasceu com uma perna atrofiada. Por isso, ele é manco, e precisa do auxílio de uma bengala para se locomover. Mas não pense que ele  fica se lamuriando pelos cantos. Não! Muito pelo contrário, ele é um homem arrogante, orgulhoso, destemido, super inteligente e ativo. Lógico dentro de suas possibilidades. Exímio atirador, chefe de uma rede de espionagem e informação, que atua, durante a Guerra contra, Napoleão. Além de ser lindo como um Apolo, com  cabelos negros, olhos cinzas gélidos, perfil clássico e aristocrático. "Nossa meu tipo favorito de mocinho". Sem mencionar, as cicatrizes na alma.

 A Emily, é uma viúva, que vive com o pai e o irmão. Filha e irmã de soldados, esteve na frente de batalha junto com a família durante cinco anos. Perdeu o marido e dois irmãos, viu mais tragêdias do qualquer outra mulher da nobreza. Enfrentou muitas dificuldades, e transformou-se em mulher independente e realista, que sabe o que quer da vida. E, ela quer o amor de Dominic. O problema é que ele é contrário ao casamento, pois teme que seus filhos venham à nascer com algum tipo de defeito. Assim, ele faz de tudo para afastá-la. Chegando mesmo a ofendê-la diversas vezes. E, acredintem, ele a ama loucamente, mas esconde o fato de todos. E a deixa acreditar, que é um homem sem coração e incapaz de amar.

Gente,  o livro é maravilhoso, os dois vivem entranto em choque. Ela é do tipo pavio curto e explode rapidinho com a menor provocação. E ele é craque em tirá-la do sério. Mas, ela é também, muito senssível e solidaria, além de ser inoscente, no jogo do amor. Além disso, a trama é cheia de reviravoltas, que te envolvem de uma forma emocionante. Eu mesma ri e chorei durante a leitura e vai ser difício esquecer este casal tão cheio de contradições. Super recomendo!

Vou colocar um trecho que ocorre logo após os dois se conhecerem. Quem não gosta de spoiler, não leia!

    A bengala de castão de prata que ela vira apoiada na poltrona tinha razão de ser e, diante dos olhos surpresos de Emily, o duque atravessou o vestíbulo mancando penosamente. O contraste da excepecional beleza do rosto dele com um defeito que alterava sua elegante postura era chocante e a pertubou intensamente.
    Como sempre, o sofrimento dos outros a afetava e, além disso, sentia-se culpada por tê-lo acusado de covardia por não participar da guerra. Esqueceu-se até da gorsseria da não ver seu cumprimento retribuído diante da incapacidade física do duque.
     Ele parou diante das escadas, como se estivesse diante de uma montanha intransponível e, respirando fundo, agarrou-se ao corrimão, descendo cada com nítido esforço. Ao chegar ao fim, sua palidez denunciava o quanto lhe custara aquela descida.
    Emily não saberia dizer se foi algum movimento ou um som involuntário que revelou sua presença ao duque mas, subitamente, encontrou os frios olhos prateados fitando-a com desdém.
   - Epionar as pessoas é mais um de seus talentos, madame? _ Perguntou ele, com a voz dura e autoritária, bastante diferente de seu modo indolente e lamentoso de momentos atrás. _ Gostaria de saber se sujeita todos os visitantes de seu pai a esse tipo de tratamento ou eu fui escolhido em especial?
   Ela percebeu que a raiva de Avon se devia ao fato de ter presenciado sua vulnerabilidade, descobrindo o homem oculto pelo personagem representado na biblioteca.
   _ Eu não tive intenções de espioná-lo, milorde. Fui até o jardim para recuperar a calma e ao entrar de novo em casa, o vi saíndo. Como achei que já havia feito papel de tola por tempo demais, preferi evitar um novo confronyo consigo. 
   Só o orgulho de Emily a impedia de fugir dos olhos penetrantes que a fitavam do alto.
   _ Que vergonha! Depois de criticar os covardes, esconde-se do inimigo? O que iriam pensar dessa atitude os galantes heróis a quem defendeu com tanto ardor?
    Pálida, Emily deu-se conta queaquele homem não apenas tivera de se privar de participar de uma guerra heróica, mas também nunca pudera se dedicar à dança, ao esporte e às mais simples atividades físicas tão importantes para os jovens aristocratas. Ela fora cruel demais em criticar a falta de interesse de Avon nos combates!
  _Tenho que lhe pedir desculpas pelo que disse há pouco...
   _ Realmente? _ Avon a fitava, com uma expressão de fingida incredulidade. _ Fico surpreso pois achei que tinha se divertido muito ao me acusar. Que parte de suas palavras gostaria de retirar, madame? Vai admitir que Napoleão já pretende invadir a Inglaterra?

Postar um comentário

Blogs que leio e recomendo

Total de visualizações de página

Números

PageRank

Estou em:

  © A MAGIA DOS ROMANCES