Crepúsculo Vermelho de Laura Elias - Ed. Mythos

 terça-feira, 5 de outubro de 2010

Sinopse

Megan é uma jovem de 17 anos, subitamente envolvida em uma doce e sombria história de amor com Bill, o misterioso integrante de uma banda de rock. Ela só não sabia que Bill não é uma pessoa comum. Na verdade, ele pertence a um grupo de seres dotados de capacidades incomuns e gosto por sangue humano.

O que achei...

Após, 20 anos, sem ler um livro nacional. "Desde que escapei da escola." Tenho culpa se a minha professora da 5º série me obrigou a ler A Pata da Gazela aos 11 anos. Não preciso nem dizer que, daquele momento em diante, a literatura nacional, deixou de ser minha leitura favorita rsrs...

Mas agora, com os novos autores, de literatura fantástica, achei que estava na hora de voltar as origens. E acreditem, fiquei muito surpresa com a nova safra literária. Embora Crepúsculo Vermelho seja o primeiro livro que leio da nova leva de autores nacionais, ele me surpreendeu de uma forma bem positiva.

Entretanto, o inicio do livro não me animou, pensei: " Não! Mais um livro com a trama se passando em ambiente escolar, com personagens adolescentes, e toda aquela lenga-lenga juvenil." ( Os jovens que me desculpem, mas quando vocês chegarem na minha idade vão entender o que digo). Mas eu estava enganada.

O livro é maravilhoso! A Laura, criou uma trama com personagens dinâmicos, cativantes e envolventes. Adorei o personagem Bill, ele é fantástico, cheio de segredos, sensual e tem uma voz... e, é super apaixonado por Megan". E adorei a forma que a Laura encerra cada capitulo. Com o Bill narrando em primeira pessoa os acontecimentos e pensamentos, como em um um diário".

Quanto a Megan, ela também me surpreendeu, eu esperava uma mocinha cheia de dúvidas e infantilidades. Mas a personagem é: inteligente, corajosa, determinada, e sabe o que quer, e, é muito madura para à sua idade. O que a torna adorável.

Agora, o enredo, que pensamos ser com os tradicionais vampiros, pode esquecer. A Laura criou um grupo totalmente novo, com caracteristicas próprias, e em alguns momentos a gente chega a cogitar: e os vampiros! Onde estão? Por aí você tem uma ideia da trama. Mas a autora, nos dá algumas dicas que nos ajudam a perceber que os personagens não são simples vampiros, que existe um algo a mais a ser desvendado. Isso faz a gente ficar criando hipóteses e torna o livro muito mais interessante.

Também gostei da forma que ela apresentou o grupo de Bill, como um banda de rock. Foi na minha opinião uma ideia brilhante. E não vejo à hora de ler a continuação...

Parabéns, Laura por criar uma história, linda, romântica e gostosa de ler.


Postar um comentário

Blogs que leio e recomendo

Total de visualizações de página

Números

PageRank

Estou em:

  © A MAGIA DOS ROMANCES